11 de julho de 2018

O que você tem que fazer para ser mais criativo


Já parou pra pensar que as vezes esquecer pode ser mais importante do que lembrar? Durante o nosso desenvolvimento vamos adquirindo muitas crenças e pouquíssimas vezes paramos para questionar. O problema é que algumas crenças nos impedem de crescer, tanto pessoal quanto profissionalmente.

Uma coisa que acreditamos, e não é certo, é que criatividade é um dom. Podemos sim, aprender a ser mais criativos. E no post de hoje nós vamos te mostrar como, acompanhe e boa leitura!

 

Competência procurada por recrutadores

A criatividade sem dúvidas é o que move a sociedade para um lugar melhor, sem ela haveria uma grande possibilidade de ainda morarmos em cavernas. Hoje, mais do que nunca, é uma das potencialidades mais procuradas pelos recrutadores além de ser altamente valorizada no meio profissional.

 

O que é criatividade?

Especialistas da áreas em defende que criatividade é pensar diferente, de forma não ortodoxa, lançar um foco novo sobre um dilema antigo, isso é criatividade. Fazer os outros enxergarem aquilo que sempre esteve diante deles, criar atalhos mentais, surpreender o cérebro alheio gerando a famosa pergunta: como eu não pensei nisso antes? Para isso, devemos desenvolver uma série de modalidades cognitivas, colocá-las em prática e, enfim, colher os frutos.

 

Como funciona o processo de criatividade?

Ser criativo funciona de maneira diferente para cada pessoa, é um processo totalmente individual. O que funciona para o seu colega pode não funcionar tão bem para você. Mas uma coisa é certa: ­ Criatividade vai muito além de café, bagunça, música clássica e conceitos abstratos. Ser criativo é conseguir aplicar sua criatividade, pois de nada adiante ter ideias maravilhosas e não tirá-las do papel.

 

Importância no ambiente de trabalho

O potencial criativo tem sido cada vez mais valorizado e requisitado nas empresas. Profissionais com propostas inovadoras, participativas e que colaboram com boas ideias para o andamento favorável dos processos têm ganhado cada vez mais a atenção no ambiente corporativo.  Confira algumas dicas de como você pode estimular a sua criatividade!

 

Se permita errar

Quem quer ser criativo tem, obrigatoriamente, que se permitir o erro. O que diferencia a ideia genial da absolutamente equivocada é, muitas vezes, um detalhe. O raciocínio lógico e de senso comum é menos fadado ao erro. O criativo arrisca mais, inventa, testa, ousa. Com isso, paga seu preço: erra bem mais. Fugir do óbvio leva a territórios mais perigosos, mas também muito mais férteis.

 

Dê liberdade ao seu cérebro

O raciocínio criativo precisa do cérebro apto a alçar voos livres e complexos. O cérebro humano é fruto de genética, vivência e contexto. A genética é imutável, cada um nasce com um potencial criativo. Mas a vivência e o contexto estão em nossas mãos! Alimente-se de experiências novas, diferentes, inusitadas.

Conheça pessoas, culturas e artes em todas as suas formas. Seja uma esponja de soluções criativas. Liberte seu cérebro na hora de resolver o problema, pense na solução, mas também a deixe brotar em contextos anedóticos.  O cérebro inconsciente não para de buscar soluções em momento algum. Saia do escritório afrouxe a gravata, medite, corra, aguarde a resposta olhando uma lagoa em um dia ensolarado, etc.

A resposta não tradicional surge, muitas vezes, em momentos menos esperados. O repouso e o sono também são fontes criativas. Quem nunca dormiu pensando em um problema e acordou com a solução na cabeça, não é mesmo?

 

Mude a visão do problema

Se quiser ver o que ninguém viu, precisa olhar as coisas como ninguém ainda olhou. Mude a visão do problema! Dê um passo a trás e olhe tudo de longe, aperte os olhos, desfoque. Coloque-se na visão de outras pessoas, brinque de resolver o problema em outros contextos, por exemplo:

  • O que eu faria diante disso se eu fosse milionário?
  • E se eu não tivesse um centavo?
  • E se ninguém estivesse vendo?

Você vai ver como o cérebro irá traçar caminhos novos e pode surgir um conceito inédito a ser trabalhado.

Leia também: Como fazer parte da economia criativa?



Conheça nosso aplicativo
Conheça nosso aplicativo no Google Play Conheça nosso aplicativo na App Store

Assine nossa newsletter

Junte-se às mais de 80 mil pessoas que receberam nossas novidade sobre pós-graduação a distância por email.


New Call-to-action

Você também pode gostar de:

  • Aprenda a ser mais confiante na entrevista de emprego
  • A Inteligência Emocional influencia sua carreira profissional
  • Está sem dinheiro para cursar sua Pós-Graduação? Veja 10 dicas para equalizar suas finanças
  • Como ter uma semana mais produtiva
  • Educação a Distância: 5 vantagens de acompanhar a evolução do ensino

  • CATEGORIAS

    Carreira (102)
    Cotidiano (49)
    Cursos (28)
    Estudo (37)
    Fala, professor (60)

    Siga o Wpós nas redes sociais

    Copyright © 2018 wPós