Opa, pensando em se especializar?
Conheça os nossos mais de 900 cursos de Pós-Graduação EAD.

Conheça os cursos
Fale com um consultor

10 fatos sobre os departamentos de RH

1 de abril de 2016

Compartilhe esta notícia:

RH-desenvolve-identificar-colaboradores-organizacoes_ACRIMA20130707_0008_15Você provavelmente trabalha numa empresa que conta com um Departamento de Recursos Humanos, mais conhecido como RH. Além de selecionar e avaliar os colaboradores, esse setor é responsável por uma série de atribuições que refletem diretamente no seu emprego. A AVM Faculdade Integrada selecionou 10 fatos que devem ser levados em consideração.

 

Confira:

1 – Competência pode não ser o mais importante
Não é só de talento e trabalho que se garante um emprego. Mais importante é a percepção que a empresa tem de você. É preciso estar atento se sua atuação está de acordo com os interesses e políticas da empresa.

2 – Os otimistas têm mais prestígio
As empresas costumam valorizar mais os otimistas que tendem a ser mais motivados e produtivos.

3 – O RH não é um amigo
Não pense que o RH é um analista para quem você pode confidenciar tudo. Apesar de tratarem suas confidências com ética, eles têm por atribuição defender os interesses da empresa. E em determinadas circunstâncias, o que você disse a eles deverá ser revelado para seu chefe, outros executivos, ou mesmo a diretor. Então suas confidências podem prejudica-lo.

4 – Evite o afã de demonstrar competência
Muitas pessoas não resistem ao afã de mostrar seus talentos ao chegarem numa nova empresa. E isso faz com que pareçam inseguras e exibidas. Além disso, correm o risco de serem inconvenientes ao tentar reinventar a roda. É preciso ter bom senso para avaliar se suas ideias são bem vindas.

5 – Parecer atribulado e muito ocupado não é sinal de comprometimento
Não demonstre quando estiver sobrecarregado ou muito atribulado. Se você parece sempre atarefado e nervoso, isso pode mostrar que não está conseguindo executar suas demandas.

6 – Cuidado com suas companhias na empresa
Por mais ético e comprometido que você seja, sua imagem será relacionada às das pessoas com quem você é visto. Por isso, é bom ficar longe de fofoqueiros, maus funcionários, insurgentes etc.

7 – Um mês de férias pode ser tempo suficiente para torná-lo desnecessário
Atualmente as coisas acontecem com muita velocidade. E as empresas se adaptam a mudanças com grande rapidez. Por isso, sua ausência pode ser o caminho certo para tornar você dispensável. Melhor tirar uma semana de cada vez ou, no máximo, 15 dias. Esse é o período para fazer as pessoas sentirem falta de você e de seu trabalho.

8 – Seja discreto em relação às suas novas posturas
É comum ajustarmos nossa postura profissional para melhorar nossa situação na empresa. É uma boa ideia ser discreto em relação a isso. Muitos irão perceber a mudança e especular sobre ela. Se vierem perguntar por que você parece tão diferente, limite-se a dizer que não houve mudanças significativas ou que está mais focado, pois avaliou que ama seu ofício. Deixe que as pessoas certas percebam seu amadurecimento profissional.

9 – Você pode fazer parte da próxima lista de demissões

São comuns nas empresas as listas com os funcionários que são mais dispensáveis em caso de necessidade. Essas listas costumam ter como critérios salários, relacionamento com o chefe, postura, projetos cancelados, problemas de saúde etc.

10 – Emails podem arruinar sua carreira
Todos os emails que você enviou com seu endereço eletrônico comercial podem e devem ser lidos pela empresa. Então, evite assuntos pessoais, falar mal das pessoas e outros comportamentos que poderiam ser condenados pela empresa.

VEJA TAMBÉM: 7 sinais de que está na hora de procurar um novo emprego

Compartilhe esta notícia:

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você

Assine nossa newsletter

Junte-se às mais de 80 mil pessoas que receberam nossas novidade sobre pós-graduação a distância por email.