Opa, pensando em se especializar?
Conheça os nossos mais de 900 cursos de Pós-Graduação EAD.

Conheça os cursos
Fale com um consultor

21 de Janeiro: Dia Mundial da Religião

21 de janeiro de 2016

Compartilhe esta notícia:

 

O Dia Mundial da Religião foi criado em 1949, por meio da Assembleia Espiritual Nacional, fundada por Bahá’u’lláh, um líder religioso árabe, nascido no atual Irã, que pretendia que as religiões do mundo se unissem em prol de uma vivência pacífica, embora possuíssem dogmas e crenças diferentes.

As questões religiosas, desde a antiguidade, foram motivo para as piores guerras e conflitos que a humanidade já presenciou, e o Dia Mundial da Religião tem como objetivo principal levar as pessoas à reflexão sobre a importância da harmonia entre as religiões mundiais, e também a meditar sobre um futuro livre de preconceitos, discriminação e intolerância religiosa. Nesta mesma data, o Brasil comemora o Dia Nacional de Combate à Intolerância Religiosa, como um reforço ao objetivo proposto pelo Dia Mundial da Religião.

Religião, em seu conceito primitivo, significa reunir novamente o homem com o sagrado. A palavra se originaria do latim religare, significando o laço que liga o homem à divindade. Pode-se afirmar que o princípio das religiões se baseia na crença de uma força sobrenatural, considerada como criadora do universo, e na continuidade da vida após a morte através da existência de outros planos que não o físico.

As primeiras religiões surgiram ainda na pré-história, milhares de anos antes de Cristo. Entre as religiões mais antigas podemos citar o budismo, o hinduísmo, o xintoísmo e o confucionismo, que ainda consideram a existência de entidades e deuses, enquanto que outras, também antigas, já praticam o monoteísmo, ou seja, a crença na existência de um único Deus, como o judaísmo, o cristianismo e o islamismo.

As religiões foram evoluindo junto com a humanidade, tanto cultural como tecnologicamente. E embora criadas numa só ideia original, acabaram se dividindo em correntes teológicas diferentes. Podemos citar três principais vertentes religiosas que agregam milhares de seguidores até hoje: O Judaísmo, o Cristianismo e o Islamismo.

O Judaísmo, que nasceu na antiga Palestina, manteve a crença nos Profetas, que eram emissários divinos, e acabou se dividindo entre diversas tendências, com diferentes crenças, embora professem a doutrina contida na Bíblia. Ainda hoje é a religião de Israel, país criado para os judeus após a Segunda Guerra Mundial.

O Cristianismo, instituído depois da morte de Jesus, também se dividiu ao longo da história, com três vertentes principais: os católicos, os ortodoxos e os protestantes. Os preceitos, nessas correntes teológicas, acabaram por se tornar diferentes, cada uma delas tendo uma doutrina e mandamentos específicos.

O Islamismo, a religião dos muçulmanos, ao longo de sua história também se dividiu em correntes com crenças radicalmente contrárias, o que até hoje gera os conflitos e guerras observados no Oriente Médio, condição que obriga as grandes potências, como os Estados Unidos e países da Europa, a interferir na política de inúmeros países.

O Dia da Religião pode ser encarado como uma oportunidade de reflexão sobre a importância das religiões e de seu escopo tradicional para a formação das civilizações, bem como a importância da tolerância e respeito a outras crenças, para uma convivência em harmonia entre todos os povos.

Se você se interessou pelo assunto e têm vontade de se especializar, confira nossos cursos de Pós-Graduação a Distância em Docência em Teologia e Teologia e Cultura, além dos outros cursos na área.

Compartilhe esta notícia:

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você

Assine nossa newsletter

Junte-se às mais de 80 mil pessoas que receberam nossas novidade sobre pós-graduação a distância por email.