Opa, pensando em se especializar?
Conheça os nossos mais de 900 cursos de Pós-Graduação EAD.

Conheça os cursos
Fale com um consultor

5 práticas que estão sendo abandonadas pelo meio corporativo

21 de março de 2017

Compartilhe esta notícia:

Temos visto nas últimas décadas uma série de costumes serem deixados para trás. E, como não poderia deixar de ser, algumas práticas comuns no mundo corporativo de outrora já começam a desaparecer. Mas, às vezes, demora um pouco até as pessoas perceberem que alguns hábitos já estão em desuso. À medida em que andamos em direção ao futuro laboral, algumas práticas desatualizadas vão sendo substituídas por novas, mais inovadoras e racionais, além de processos mais amigáveis aos colaboradores. Muitas mudanças ainda vão aparecer, mas, em algumas instituições, já se nota que essas cinco práticas desatualizadas vêm perdendo a vez.

  1. Hierarquia rígida.

Na forma de pensar antiga, as organizações eram moldadas como pirâmides com todo o poder e comunicação vindo do topo. Isso significava que os gerentes mandavam e os colaboradores executavam funcionando como meras engrenagens. Esse sistema pode ter funcionado bem nos velhos tempos, mas está totalmente desatualizado hoje em dia. A hierarquia rígida impede que colaboradores possam contribuir ainda mais com a instituição. Por isso, as empresas mais modernas têm adotado um sistema de decisão mais horizontal que ouve e considera as opiniões de colaboradores de todos os níveis.

  1. Relógio de ponto.

Esqueça a rotina de estar preso ao escritório de 9h às 18h todos os dias. A tecnologia tem possibilitado aos trabalhadores realizar seus trabalhos de onde estiverem e quando for mais conveniente. E muitas organizações estão aderindo a essa liberdade. Colaboradores tendem a ser mais produtivos quando podem organizar suas agendas de trabalho de acordo com seus estilos de vida, seja pelo sistema de home office ou em escritórios. Percebendo isso, as empresas têm se tornado mais flexíveis para garantir que seus colaboradores possam desempenhar suas funções da forma como acharem melhor.

  1. O escritório como um mero local de trabalho.

Antes das inovações tecnológicas pelas quais temos passado, os escritórios tinham apenas uma função: um lugar onde os colaboradores desempenhavam suas funções. Para isso tudo o que se precisava eram paredes, mesas e equipamentos de escritório. Atualmente muitas organizações têm repensado as suas instalações para fazer delas acolhedoras e estimulantes. Isso faz com que a rotina no escritório seja mais leve e criativa, fomentando a produtividade.

  1. Gerentes retendo informações.

Antes, os gerentes costumavam criar estratégias para então distribuir as tarefas entre os colaboradores para que executassem sem questionamentos e feedbacks. As empresas mais modernas, no entanto, estão mais propensas a desenvolver suas estratégias de acordo com os feedbacks colhidos entre seus colaboradores de todas os níveis. Essa “inteligência coletiva” traz os colaboradores para a formulação de estratégias e permite à empresa uma visão mais ampla e completa de todos os processos envolvidos antes de tomar uma decisão. Além de trazer informações importantes, esse sistema permite que os colaboradores se sintam mais participativos e, por consequência, se engajem mais.

  1. Avaliações anuais.

As avaliações anuais têm sido questionadas por muitos gerentes de Recursos Humanos. Além de ineficazes, podem ser extremamente estressantes para os colaboradores. Afinal, será que uma avaliação feita uma vez ao ano pode ser abrangente e justa o suficiente? Algumas empresas de vanguarda têm optado por feedbacks mais frequentes feitos de forma mais informal. Esses feedbacks rotineiros e informais permitem que gerentes e colaboradores troquem informações de forma mais acessível e útil para implementar mudanças em curto prazo.

Compartilhe esta notícia:

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você

Assine nossa newsletter

Junte-se às mais de 80 mil pessoas que receberam nossas novidade sobre pós-graduação a distância por email.