Opa, pensando em se especializar?
Conheça os nossos mais de 900 cursos de Pós-Graduação EAD.

Conheça os cursos
Fale com um consultor

7 atitudes que podem decretar o seu fracasso profissional

21 de outubro de 2015

Compartilhe esta notícia:

Engana-se quem pensa que apenas a formação técnica é essencial para ter uma carreira de sucesso. Hoje, sabemos que as competências práticas e o perfil comportamental do profissional são ingredientes fundamentais e que, equilibrados, formam a receita do sucesso na carreira.

A falta de autoconhecimento aliada às rotinas agitadas e estressantes coopera para que muitos profissionais não percebam comportamentos errados que acabam adotando no dia a dia, mas que são fatores críticos na trajetória profissional de qualquer pessoa.

 

Confira 7 exemplos de atitudes e comportamentos que, de acordo com especialistas, podem comprometer o seu sucesso profissional.

  1. Terceirizar a culpa

A terceirização da culpa é a solução mais utilizada por aqueles que não querem assumir seus resultados negativos. Não é raro assistirmos profissionais distribuindo a culpa entre os colegas de trabalho ou até mesmo colocando a culpa em fatores externos – o mercado que sofreu retração, o agravamento da crise, condições climáticas e por aí vai.

Esse comportamento faz com que o profissional fique desacreditado diante dos demais. E é sempre bom lembrar que jogar a culpa em outras pessoas não resolve nada. Com mais determinação, equilíbrio emocional e menos terceirização de nossas falhas, alcançaremos melhores resultados.

  1. Não se permitir correr riscos

Grandes profissionais se destacam justamente nos momentos em que ninguém quer arriscar e confiam no seu próprio julgamento para tomar decisões estratégicas.

Quem espera pela certeza perde a chance de inovar e de se destacar perante o mercado, cada vez mais competitivo.

  1. Ter a certeza de que tudo dará certo sempre

Ter a capacidade de se antecipar e ter uma visão a médio e longo prazo faz parte do planejamento estratégico e é uma das qualidades mais procuradas nos profissionais hoje.

É preciso sempre ter um plano B, e C caso ocorra algum contratempo, do contrário, o profissional se tornará um gestor de problemas. Tendo em vista de que as chances serão sempre de 50% para dar certo ou para dar errado.

  1. Subestimar ou (superestimar) a própria competência

Não há maneira melhor de se sabotar do que duvidar das próprias competências. A falta de confiança recorrente é nociva e paralisante.

O contrário também é válido. Tenha em mente que não é possível ser excelente em tudo, aceite suas limitações e procure se aproximar de pessoas complementares em termos de habilidades e competências. O maior erro é se cercar de pessoas medíocres com medo que pessoas brilhantes o ofusquem.

  1. Aceitar um cargo de gestão sem ter perfil para tal

A falta de autoconhecimento faz com que a pessoa assuma um trabalho para o qual não está preparada e isso acaba comprometendo a sua carreira como um todo.  Por isso é sempre bom avaliar as próprias habilidades técnicas ou de gestão antes de aceitar um novo cargo.

  1. Conformismo e procrastinação

A proatividade é uma das competências profissionais mais valorizadas no mercado atual. Esperar passivamente pelos desafios ou adiar tarefas importantes com frequência é um comportamento mal visto pelos gestores e que a longo prazo prejudicarão a sua trajetória profissional.

  1. Falta de adaptabilidade

Diante de períodos de instabilidade causados pela crise, sobressaem-se os profissionais que possuem resiliência e dinâmica para se adaptar as constantes mudanças do mercado.

Encontrar oportunidades em meio aos conflitos e improvisar soluções criativas é a dica para quem quer alavancar a carreira e alcançar o tão sonhado sucesso profissional.

Leia também: 5 hábitos adotados por pessoas bem-sucedidas

Compartilhe esta notícia:

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você

Assine nossa newsletter

Junte-se às mais de 80 mil pessoas que receberam nossas novidade sobre pós-graduação a distância por email.