Opa, pensando em se especializar?
Conheça os nossos mais de 900 cursos de Pós-Graduação EAD.

Conheça os cursos
Fale com um consultor

9 de Dezembro: Dia do Fonoaudiólogo

9 de dezembro de 2015

Compartilhe esta notícia:

No dia 9 de dezembro é comemorado o Dia do Fonoaudiólogo. A data celebra os profissionais responsáveis por auxiliar as pessoas a se comunicarem de forma mais clara.

O Fonoaudiólogo atua na pesquisa, na prevenção, na avaliação e na terapia da comunicação oral e escrita, da voz e da audição das pessoas. Ele atua basicamente na prevenção e no tratamento de problemas e distúrbios das funções auditivas e cognitivas, utilizando técnicas para que os indivíduos possam ter mais fluência ou melhorar a fala.

O Dia Nacional do Fonoaudiólogo está ligado ao reconhecimento e regulamentação da profissão, por meio do Decreto de Lei nº 6.965, de 9 de Dezembro de 1981, que por sua vez também criou o Conselho Federal e os Conselhos Regionais de Fonoaudiologia.

Área de atuação

A profissão de fonoaudiólogo tem um amplo campo de atuação, podendo atuar em consultórios privados, hospitais públicos, escolas, centros de saúde, instituições ou mesmo em empresas realizando atividades de prevenção, diagnóstico e tratamento no que se refere à comunicação.

Atualmente são sete especialidades reconhecidas. São elas:

Nesse ramo da fonoaudiologia o profissional atua na avaliação e no tratamento de distúrbios vocais, buscando aprimorar por meio de diversas técnicas os aspectos da voz. Esse profissional é bastante requisitado por profissionais que utilizam a voz como instrumento de trabalho, por exemplo, professores, cantores, locutores, atores entre outros.

 

Precisamos da audição saudável para desenvolver de forma eficiente a fala. Esse ramo da fonoaudiologia se dedica apenas à audição. O fonoaudiólogo especialista em audição trabalha com avaliações audiológicas e na reabilitação auditiva. Alguns exemplos de exames de prevenção e diagnóstico desta área são: audiometria, exames otoneurológicos, exame de processamento auditivo, entre outros.

 

Já na linguagem a responsabilidade do fonoaudiólogo é identificar possíveis alterações no desenvolvimento da linguagem, podendo ser relacionados tanto às deficiências, como por problemas psicológicos ou neurológicos. O especialista ajuda nas questões relacionadas à comunicação oral e escrita, desde o período do nascimento à fase adulta. Aperfeiçoando o padrão de compreensão e expressão do indivíduo.

 

O especialista em motricidade orofacial atua nas estruturas miofuncionais do paciente, ou seja, trabalha a musculatura da face, da boca e da língua, com objetivos terapêuticos para tratamento de problemas relacionados à sucção, mastigação, deglutição, respiração e fala.

 

O papel do fonoaudiólogo no ambiente escolar é muito importante, pois é geralmente na escola em que os primeiros diagnósticos sobre possíveis deficiências na fala, linguagem, e audição são detectados. Na escola esse profissional atua no processo de aprendizagem com orientações sobre a comunicação das crianças, auxilia na elaboração de estratégias para lidar com especificidades dos educandos no processo de construção da leitura e escrita. Participa também no Atendimento Educacional Especial Especializado, e no acompanhamento da adaptação curricular para alunos com deficiência.

 

Nessa área o profissional trabalha diretamente nas políticas públicas da saúde da população. Enfoca na intervenção, educação, promoção e prevenção.

 

O problema de disfagia, que atinge principalmente os idosos, indica a alteração na deglutição e pode acarretar em sérios riscos se não for tratada. Pode ser causada por distúrbios de ordem neurológicas, mecânicas, psicológicas e também pode decorrer do envelhecimento natural. O profissional especializado nessa área é responsável pela prevenção, avaliação, diagnóstico, habilitação e reabilitação funcional da deglutição e no gerenciamento dos distúrbios de deglutição.

 

Mercado de Trabalho

O mercado de trabalho para os fonoaudiólogos é bastante diversificado.  Existem diversas oportunidades de emprego que estão surgindo nos setores de educação e saúde. A lei federal que obriga os convênios médicos a cobrir no mínimo 12 sessões de fonoaudiologia por ano, o envelhecimento da população, e o aumento no número de profissionais que utilizam a voz como matéria-prima do trabalho, são fatores que contribuem para aquecer o mercado. Além disso, o fonoaudiólogo tem autonomia nos setores públicos e privados, podendo assessorar os serviços em órgãos e entidades públicas, privadas, autárquicas e mistas.

Conheça nossos cursos de Pós-Graduação a Distância na área de Fonoaudiologia. Especialize-se!

Compartilhe esta notícia:

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você

Assine nossa newsletter

Junte-se às mais de 80 mil pessoas que receberam nossas novidade sobre pós-graduação a distância por email.