Opa, pensando em se especializar?
Conheça os nossos mais de 900 cursos de Pós-Graduação EAD.

Conheça os cursos
Fale com um consultor

A Inteligência Emocional influencia sua carreira profissional

13 de julho de 2018

Compartilhe esta notícia:

As emoções fazem parte do que somos e estão presentes em todo lugar, principalmente no convívio social, onde temos que lidar com diferentes personalidades e comportamentos. Nossas emoções possuem o potencial de nos servir como um sofisticado e delicado sistema interno de orientação.

São também uma fonte valiosa de informação, pois elas nos ajudam na tomada de decisões durante toda a vida. Elas podem dizer muito sobre nós e como lidamos com as mais diversas situações corriqueiras. Portanto, as emoções também influenciam, e muito, na sua carreira profissional. Saiba como lendo ess54e artigo. Confira!

 

O que é Inteligência Emocional?

Reconhecer e administrar essas emoções em diferentes situações, utilizando-as sempre positivamente, é o que chamamos de Inteligência Emocional (IE).

Esta competência, cada vez mais, tem o papel de diferenciar os profissionais,  permite desenvolver um ambiente harmonioso e, ao mesmo tempo, ser produtivo em ideias e resultados. Pessoas com uma inteligência emocional bem desenvolvida são geralmente consideradas autoconfiantes, persistentes, motivadas e capazes de autocontrole.

 

Quem consegue controlar a emoções é bem sucedido na carreira

Pesquisas recentes já comprovaram: pessoas emocionalmente inteligentes são aquelas que mais se dão bem em seus ambientes de trabalho. Um desses estudos, só para você ter ideia da dimensão da coisa, avaliou a vida de 17 mil pessoas, desde quando eram crianças até chegarem à fase adulta, por um período de 50 anos.

O resultado? As pessoas consideradas emocionalmente inteligentes eram mais bem sucedidas em suas profissões do que aquelas com grandes pontuações de QI. Portanto, o segredo por trás de profissionais bem sucedidos não está ligado diretamente ao QI (Quociente de Inteligência) como muitas pessoas imaginam, mas sim a IE.

De acordo com a mesma pequisa, pessoas com um nível alto de inteligência emocional são bem sucedidas, conseguem controlar suas emoções, têm um bom convívio social e constantemente avaliam suas próprias atitudes e seus pensamentos.

 

Utilizando a IE no ambiente de trabalho

Costumamos dizer que as pessoas são contratadas, geralmente, por seus conhecimentos técnicos, mas demitidas por problemas comportamentais. Gerenciar as emoções no trabalho é uma tarefa difícil, pois diante de algumas situações manter o autocontrole é, certamente, um dos maiores desafios.

A experiência na profissão tem pouca relação com domínio da competência. Claro que pessoas com mais maturidade profissional, tendem a ser mais assertivas e possuir um domínio maior, já que passaram por inúmeras situações que uma pessoa que começou a sua carreira agora.

No entanto, isso não significa que alguém com mais idade tenha a inteligência emocional mais desenvolvida do que um jovem profissional, pois isto depende também de fatores sociais.

 

Gerencie suas emoções

De acordo com o psicologia, existem cinco elementos que devem ser trabalhados para desenvolver uma mente emocionalmente inteligente, que são: autoconhecimento, autocontrole, motivação, habilidades sociais e empatia.

O autoconhecimento é o primeiro passo para perceber e lidar melhor com suas emoções, bem como expressá-las na medida certa, nem de forma exagerada e nem com frieza.

Gerenciar nossas próprias emoções nos permite levar uma vida mais saudável e equilibrada. Pessoas que sabem reconhecer, as emoções, em si e nos outros, e que sabem administrar aquilo que estão sentindo, constroem relações mais satisfatórias com quem convivem. E essa é uma habilidade fundamental em qualquer posição dentro de uma organização.

 

O que as empresas pensam sobre isso

Estudos indicam que as empresas tendem a promover funcionários bem-humorados e que têm uma boa relação com os outros, dois fortes indícios de inteligência emocional. Por se tratar de uma competência comportamental, todos os campos de atuação requerem a inteligência emocional, já que quando o profissional é colocado a prova, acaba se expondo e tendo que lidar com situações desafiadoras e, claro, as que possuem um maior equilíbrio emocional em prol de objetivos e maior produção ganham destaque no mercado.

Outro fator que pode impulsionar uma carreira de sucesso é a especialização. Aproveite as tendências positivas do mercado de trabalho e busque a qualificação profissional. A wPós possui mais de 600 cursos, distribuídos em 50 áreas do conhecimento. Confira a lista aqui e matricule-se já!

 

Veja também: As 10 características de quem tem inteligência emocional

 

Compartilhe esta notícia:

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você

Assine nossa newsletter

Junte-se às mais de 80 mil pessoas que receberam nossas novidade sobre pós-graduação a distância por email.