Opa, pensando em se especializar?
Conheça os nossos mais de 900 cursos de Pós-Graduação EAD.

Conheça os cursos
Fale com um consultor

Autodesenvolvimento: 5 conselhos para melhorar sua postura e imagem profissional

24 de agosto de 2016

Compartilhe esta notícia:

des1Se existe um campo de nossas vidas em que nossas emoções tendem a ser amplificadas é o meio profissional. Afinal, dependemos de nosso trabalho para sobreviver e a carreira tem potencial para atiçar nossas vaidades, nossos temores etc. É comum ficarmos animados diante de um reconhecimento positivo ou deprimidos quando recebemos um feedback negativo. Quem nunca ficou empolgado ao ser chamado para uma entrevista de emprego para o cargo que cobiçava ou desapontado quando foi preterido por outro candidato? A boa notícia é que administrar esses sentimentos é perfeitamente possível, além de recomendável.

Confira abaixo 5 dicas que vão ajudar você a lidar melhor com as emoções e fazer um “upgrade” na sua postura profissional.

  1. Controle-se, mas mostre que corre sangue em suas veiasProcure identificar seus gatilhos de forma a reconhecer o que ativa suas emoções mais intensas como raiva ou ansiedade. Esse autoconhecimento tornará mais fácil o gerenciamento de suas atitudes de forma a evitar reações intempestivas. No entanto, isso não significa deixar de expor seu ponto de vista de forma razoável e pertinente.
  2. se tempo para “digerir” os fatos. O pior momento para reagir a um problema é quando você ainda está sob a emoção gerada por ele. É bem provável que, nesse momento, você faça más escolhas sobre qual postura adotar. Uma boa ideia é dar-se um tempo para se acalmar e mudar a perspectiva diante do fato. Lembre-se que a palavra lançada não tem volta.
  3. O mundo não te deve nada. Jamais espere reconhecimento por parte dos outros apenas pela sua boa índole, por suas boas intenções ou simpatia. O mundo corporativo gira em torno de resultados e, portanto, o reconhecimento só virá por conta deles. Por mais que seus gestores acreditem no seu potencial, é preciso usá-lo e provar que foi um acerto apostar em você. Tente pensar que ninguém te deve nada, pelo contrário. É você quem deve fazer valer o valor do seu salário.
  4. Que impressão você causa aos outros?  Você já teve a impressão que não está sendo levado tão a sério quanto gostaria? Já se questionou a razão pela qual quase nunca dão a você responsabilidades maiores em projetos e tarefas para os quais está tecnicamente qualificado? Talvez o problema seja a imagem que você transmite aos outros. E sua imagem está diretamente ligada à sua capacidade de influenciar, se comunicar, encantar e conquistar seus interlocutores.  É a soma das percepções que cria nossa imagem pessoal e corporativa. Lembre-se de ser coerente em relação à sua postura. Isso quer dizer que ela deve ser a mesma com todos, não apenas com as pessoas influentes.
  5. A empresa não é sua mãe. Sua relação com a empresa é de troca. Portanto, ambos os lados têm de ganhar com essa relação. Portanto, como dito no item 3, é preciso gerar resultados para que a empresa perceba o seu valor.  E essa tarefa cabe só a você. A melhor forma de fazer isso é definir seus objetivos (que devem ir sempre além do que esperam de você) e planejar a melhor forma de alcançá-los. Se você quer mais reconhecimento, deve surpreender e entregar mais do que o básico. Deve perseguir ser sempre melhor a cada dia, deixar o comodismo de lado e buscar sempre qualificar-se.

VEJA TAMBÉM: As 6 posturas de quem é promovido em plena crise

Compartilhe esta notícia:

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você

Assine nossa newsletter

Junte-se às mais de 80 mil pessoas que receberam nossas novidade sobre pós-graduação a distância por email.