4 passos para saber como dar uma guinada em sua carreira
Fale com um consultor

4 passos para saber como dar uma guinada em sua carreira

24 de outubro de 2018

Compartilhe esta notícia:

Pensando em fazer uma mudança de carreira, mas não tem certeza do que você quer fazer ou por onde começar? Há quem diga que não ter certeza sobre o seu próximo passo é algo positivo, pois pode significar diversidade de opções, mas, na verdade, essa condição pode ser deveras estressante.

Quando a velha dúvida sobre “o que você quer ser quando crescer” chega à idade adulta, você tende a sentir-se paralisado em relação ao seu próximo passo. As pessoas dizem para você confiar na sua intuição, mas, e quando essa intuição não parece clara o suficiente?

Para ajudar você a ter mais clareza sobre os próximos passos, trazemos hoje 4 dicas para ajudar nesse processo de autoconhecimento e avaliação, vamos lá!

 

Preste atenção nas pequenas coisas

Muito do que torna um trabalho gratificante está nos detalhes do seu dia a dia  se você detesta suas tarefas diárias, você provavelmente vai odiar o trabalho também. Alguns empregos podem parecer um sonho, vistos de longe, mas, em seus cotidianos…A história é diferente.

Por isso, procure conhecer a rotina de uma função para saber se está disposto a enfrentar as tarefas menos “glamorosas” de determinado emprego. Às vezes é preciso mais paixão do que você realmente tem pela área para tornar a rotina palatável.

À medida que você começar a pensar sobre o tipo de transição de carreira que você quer fazer, comece por documentar o que você já sabe sobre o seu perfil profissional. Preste muita atenção ao seu dia de trabalho durante as próximas duas semanas e tome notas sobre faz você se sentir particularmente desmotivado ou desinteressado em relação às suas tarefas.

Anote as tarefas que você não gosta e as que são recompensadoras. Pode parecer um exercício tedioso, mas se você o seguir, os padrões vão começar a surgir. E é avaliando esses padrões que você será capaz de começar a definir qual é o trabalho ideal.

 

Aplique suas paixões à sua vida profissional

É ótimo quando seus interesses e paixões se alinham perfeitamente à sua carreira, mas quantos de nós podem afirmar isso como uma realidade? Então, se você pensar sobre o que lhe interessa de forma mais abstrata, pode ter mais facilidade em ligar os pontos.

Por exemplo, suponha que você goste de engenharia pois se sente atraído por cálculos e em resolver problemas complexos. Perceba que seu gosto pela engenharia o ajudou a descobrir a quais aspectos da área você se sente atraído. Então, essas são características que você já sabe que gosta e que podem ser também comuns a outras áreas.

Feita a sua lista de ideias, pense: Quais são seus tipos favoritos de assunto? Quais os seus blogs favoritos? Você participa de eventos ou atividades sobre algum tema específico?

Anote três a cinco itens sobre o que você gosta em cada um desses temas. Em seguida, dê uma olhada na lista que você criou e tente extrair aspectos comuns a todas as ideias.

 

Converse com pessoas que atuam na área de seu interesse

É importante se informar sobre as carreiras de seu interesse. Para isso, é uma boa ideia procurar pessoas que atuam na área para uma conversa. Comprometa-se consigo mesmo a marcar pelo menos 10 bate-papos ao longo dos próximos dois meses.

Parece exagero? Tantas interações se justificam porque inicialmente a quantidade é mais importante do que a qualidade. Falar com muitas pessoas diferentes dá a você a oportunidade de colher um conjunto mais abrangente de informações sobre as atividades de seu interesse (enumeradas no item anterior).

Quanto mais pessoas você conversar, mais informações colherá sobre as áreas que você pode querer seguir. Vale a pena também se preparar para essas conversas. Elabore perguntas abertas como, por exemplo: “O que mais o surpreendeu em relação ao seu papel atual?” “Você recomendaria seu trabalho ou empresa a um amigo interessado em [inserir interesse ou paixão aqui]? Por que ou por que não?”.

Faça sua lição de casa e pesquise antes para que você possa fazer algumas perguntas mais específicas sobre o setor também.

Após as conversas, tome notas sobre o que foi dito. Rever as suas notas deve proporcionar insights sobre temas comuns por trás das funções que lhe parecem atrativas. Você pode descobrir, por exemplo, o tipo de qualificação ou pós-graduação comum a todas as pessoas com quem conversou, o que pode abrir uma nova linha de questionamento e pesquisa de como ingressar numa nova carreira.

 

Continue a dar seu melhor em sua posição atual

Negligenciar seu trabalho atual enquanto você está pensando em mudar de carreira pode ser um risco real. Uma das posturas mais importantes em qualquer busca de emprego é continuar a se destacar em sua função atual. A nova oportunidade pode estar ao seu lado, como a indicação de um colega, ou de seu gestor, para uma vaga de seu interesse.

E a melhor maneira de conseguir isso é sendo competente em suas funções atuais. Se você não está seguro quanto ao seu desempenho, vale pedir feedback ao seu chefe. “Em que preciso melhorar? Onde devo concentrar minha atenção? ”

Seu desempenho atual certamente vai trazer frutos em longo prazo, por uma série de razões. Primeiro, as empresas querem manter seus bons colaboradores por perto. Isso significa que demonstrar o seu valor pode colocá-lo em uma boa posição de negociação com o seu gerente, se você quiser mudar para outro departamento ou ter uma função criada para você.

Além disso, trabalhar bem pode significar referências de colegas de trabalho ou boa vontade por parte de que o observa diariamente, em conectá-lo com alguém que você gostaria de conhecer.

 

VEJA TAMBÉM:  6 dicas para construir uma carreira sólida

Compartilhe esta notícia:

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você

Assine nossa newsletter

Junte-se às mais de 80 mil pessoas que receberam nossas novidade sobre pós-graduação a distância por email.

New Call-to-action

Nosso App

Siga o Wpós nas redes sociais