Comportamentos na internet que prejudicam a busca por emprego | Blog | wPós
Fale com um consultor

Comportamentos na internet que prejudicam a busca por emprego

28 de junho de 2018

Compartilhe esta notícia:

Não se enganem. É muito comum que os recrutadores visitem o seu perfil nas redes sociais antes mesmo de te convidar para uma entrevista. Uma visão geral que não tem grandes pretensões, a não ser, claro, que exista algo que desperte atenção – positivo ou negativo.

Sabendo disso, você mudaria algo nas suas postagens? Enquanto o Linkedin é uma rede restritamente profissional, o Facebook, a rede social mais acessada no Brasil, tem uma proposta voltada para a vida pessoal.

Isso não é um problema. Mas lembre-se, o que você está disposto a deixar realmente público e o que você não está? O que você falaria com um microfone na mão e o que você optaria por dizer apenas para os amigos mais seletos?

Confira alguns comportamentos que podem prejudicar – e muito – a sua empregabilidade:

 

Reclamar demais da vida em geral

Este comportamento é bastante comum, mas transmite uma grande negatividade. Uma pessoa negativa demais será que poderá cooperar para o desempenho de uma equipe? Saberá lidar com eventuais crises de forma profissional? Conseguirá identificar soluções onde aparentemente só existem erros? E, se vale uma dica, essa prática não é saudável sobre qualquer perspectiva da vida. Seus pensamentos devem ecoar aquilo que você deseja para a sua vida.

 

Criticar o trabalho ou a chefia

Este comportamento está muito ligado ao que já vimos ali no primeiro tópico. Reclamar que o trabalho é ruim ou dizer o quanto quer ir para casa logo. Escrever, claramente ou disfarçadamente, sobre o chefe e o que discorda dele. Enfim, não são posturas adequadas. Você pode estar sendo lido exatamente por um potencial contratante.

 

Compartilhamentos inapropriados e postagens extremistas

Hoje em dia se compartilha todo o tipo de conteúdo. Mas, cuidado com imagens hiper sexualizadas, conteúdos preconceituosos ou ofensivos de qualquer forma. Ou, ainda, com a forma como você expõe o seu pensamento político, por exemplo. Compartilhamento de ideias, em geral, são bem-vindos, mas não quando ridiculariza outras pessoas. Esta é uma postura, sobretudo, de respeito.

 

Fotos de perfil questionáveis

Aquelas fotos de férias em família que adoramos compartilhar são ótimas. Mas, para a foto de perfil, opte por uma foto mais neutra. Fotos sem camisa ou de biquíni tendem a te reduzir a esta única imagem. Se você for uma pessoa que trabalha na praia, pode estar mais que adequado. Caso, contrário, pode causar um desconforto. Afinal, geralmente, a gente não se mostra nessa intimidade para todas as pessoas, né?

E atenção: mesmo que você configure a privacidade das suas postagens, uma vez publicadas, já não existe tanto controle. Seus amigos criam as suas próprias impressões sobre você e os seus recrutadores podem ter amizades em comum contigo. Indicações podem estar se perdendo por aquelas questões citadas acima. Com equilíbrio, claro, tenha mais responsabilidade sobre o seu comportamento em qualquer rede social.

 

Leia também: O que é marketing pessoal? Aprenda a desenvolver o seu!

 

Compartilhe esta notícia:

Assine nossa newsletter

Junte-se às mais de 80 mil pessoas que receberam nossas novidade sobre pós-graduação a distância por email.

New Call-to-action

Nosso App

Siga o Wpós nas redes sociais