Opa, pensando em se especializar?
Conheça os nossos mais de 900 cursos de Pós-Graduação EAD.

Conheça os cursos
Fale com um consultor

Desânimo às segundas-feiras: você está realmente satisfeito com seu trabalho?

28 de março de 2016

Compartilhe esta notícia:

855186_o-que-fazer-quando-voltar-ao-trabalho-te-adoeceHoje (28/3) é segunda-feira e, para alguns profissionais, encarar o início de uma nova semana é um verdadeiro drama. Muitos já começaram a sofrer por antecipação ontem no final da tarde. Por mais natural que esse sentimento possa parecer para algumas pessoas, tal angústia é sintoma de um problema bem mais grave: a insatisfação profissional. Uma pesquisa realizada em 2012 pelo Instituto Datafolha revelou que 25% dos brasileiros trabalhavam insatisfeitos naquele ano. Outra pesquisa, feita pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (IESPE), apontou que 28% dos profissionais brasileiros não atuam na área escolhida e 29% não sabem se gostam do que fazem.

Se mudar de empresa já não é tão fácil atualmente, mudar de carreira pode ser uma atitude bem mais complexa e corajosa. Surgem autoquestionamentos como “estou realmente insatisfeito com a minha carreira?”, “será que é isso o que quero fazer?”, “eu acredito na minha profissão?”, “quero estar nesta carreira nos próximos 10 ou 20 anos?”. São reflexões necessárias que invariavelmente surgem em algum momento de nossas carreiras. Durante esse processo, é preciso ter clareza se a sua vontade é de mudar para algo novo, ou se sua insatisfação se limita à sua empresa atual, ao seu chefe ou à sua atividade. Se a fonte de insatisfação é sua atual colocação, talvez seja melhor mudar de empresa e não necessariamente de ramo de atuação.

Caso o problema seja o ramo de atuação, é hora de pensar em mudar de profissão. Acontece que essa transição de carreira demanda planejamento. Portanto, seria mais sábio dedicar pelo menos seis meses para fazer essa mudança de forma consistente e segura. Elabore um plano de ação, investigue os prós e contras, avalie o mercado, busque a qualificação necessária para a nova profissão escolhida.

Seja para mudar de empresa ou de profissão, a maior atitude a ser tomada é sair da zona de conforto. Pense no que você estará fazendo de novo e parta para a ação. Sair do hábito é também alinhar-nos com as mudanças.  Não controlamos o mercado em constante mudança e, por isso, devemos buscar o conhecimento contínuo para nos adequarmos a ele seja qual for a nossa escolha.

É preciso ter consciência de que durante muito tempo, as pessoas buscavam o sucesso profissional para serem felizes. Hoje, já está provado que é preciso ser feliz para conquistar o sucesso.

Veja também: Três sentimentos que travam seu desenvolvimento: aprenda a superá-los

Compartilhe esta notícia:

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você

Assine nossa newsletter

Junte-se às mais de 80 mil pessoas que receberam nossas novidade sobre pós-graduação a distância por email.