Opa, pensando em se especializar?
Conheça os nossos mais de 900 cursos de Pós-Graduação EAD.

Conheça os cursos
Fale com um consultor

Mulheres no mercado de trabalho: como negociar melhores salários

12 de maio de 2016

Compartilhe esta notícia:

image-52699Vivemos em 2016 e ainda temos que lidar com uma realidade perversa: as mulheres continuam a receber salários menores do que os homens no Brasil e no mundo. Contudo, algumas empresas (sobretudo startups) vêm diminuindo essa injusta discrepância. As razões para essa melhora ainda não estão claras, mas pode-se especular que as mulheres mais jovens se beneficiaram das mudanças culturais, ocorridas nos últimos 20 anos, no que se refere ao papel e às habilidades delas no mercado de trabalho.

Muitas profissionais têm apostado na qualificação profissional como o caminho para superar a desigualdade.  De acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – Inep, 18,4% mais mulheres concluem a universidade do que homens e 59,2% dos formandos em faculdades brasileiras são mulheres. Elas já são maioria em cursos como Administração, Ciências Contábeis e Direito. São elas também que detêm 51% dos diplomas de Pós-Graduação (fonte: Pnad).

Veja a seguir  algumas dicas da AVM Faculdade Integrada para negociar um salário melhor:

  • Deixe transparecer seu entusiasmo pela vaga, empresa e equipe. Você deve demonstrar que está muito animada com a oportunidade e explicar como pretende contribuir.
  • Não se sinta pressionada para aceitar uma proposta imediatamente. Esteja bem preparada para demonstrar como sua experiência pode ser útil para a empresa. Para isso, ter boa noção de como a empresa opera e lucra é importante para alinhar as expectativas de ambas as partes. Mas não os deixe esperando também. Lembre-se de que você quer a vaga e a empresa quer que você trabalhe lá. Portanto, a sua relação com o RH, seu chefe e seus futuros colegas já começou. Responda de uma forma que fortaleça a boa impressão sobre suas habilidades, persistência e adequação para a vaga. Só seja cuidadosa para não parecer arrogante.
  • Analise a proposta de forma abrangente. Muitos profissionais focam apenas no salário. É claro que a remuneração é muito importante, mas é só parte do “pacote”. Quando for negociar, certifique-se de estar considerando outros componentes como bônus oferecidos, flexibilidade de horário, 14º salário, entre outros benefícios.

Então o que exatamente você deveria dizer? Confira um exemplo:

“Estou animada com a oportunidade e agradeço pela oferta de R$ XX,XXX. Mas, durante o processo seletivo, fiquei impressionada com sua missão e atuação, e sei que posso contribuir muito para agregar valor a essa empresa. Levando em consideração meu currículo, meus anos de experiência e minha vontade de desempenhar essa função, minha expectativa seria R$ YY,YYY. Existe essa possibilidade?”

A firmeza com a qual você vai manter essa proposta e quanto tempo pretende passar negociando um salário maior vai depender do seu interesse pela vaga. Uma abordagem similar pode ser usada também para negociar um aumento na empresa onde você já trabalha. Da mesma forma, é preciso demonstrar entusiasmo com as perspectivas e comprometimento com a empresa. Jamais faça ameaças veladas de deixar a empresa, a não ser que já tenha outro emprego engatilhado.

VEJA TAMBÉM: Entrevista de emprego: 5 segredos para conseguir uma oferta de trabalho

Compartilhe esta notícia:

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você

Assine nossa newsletter

Junte-se às mais de 80 mil pessoas que receberam nossas novidade sobre pós-graduação a distância por email.