Opa, pensando em se especializar?
Conheça os nossos mais de 900 cursos de Pós-Graduação EAD.

Conheça os cursos
Fale com um consultor

O que fazer em caso de demissão? Tenha calma e organize-se!

24 de março de 2016

Compartilhe esta notícia:

A economia mundial traz mais incerteza para os nossos dias. É comum que a gente tenha passado por mais de um emprego durante nossa vida profissional, seja em busca de condições melhores, ou devido às crises que assolam o país e consequentemente empresas que trabalhamos. Ainda assim, perder o emprego é sempre um fantasma que assombra a maioria dos profissionais. Principalmente, em tempos de crise.

A maioria de nós não pode esperar até encontrar o emprego dos sonhos, pela necessidade de prover para nossa família, ou contas a pagar que não esperam. Mas, situações como essa podem nos ajudar a mudar no presente algo que não pudemos no passado. Planejar, estudar, ter esperança que o próximo pode ser melhor, existe. E lá vamos nós para as agências de emprego, filas para preenchimento de vaga em empresas, melhorar nossa rede de contatos. É hora de acreditar em nós mesmos, transpor as dificuldades, arregaçar as mangas, sacudir a poeira e sair em busca de trabalho novamente. Então o que fazer? A AVM Faculdade Integrada te ajuda com um planejamento. Confira!

  1. Plano de Ação

Organize sua rotina montando um plano de ação para se recolocar no mercado de trabalho. Pesquise empresas que possuem oportunidades compatíveis com seu perfil. Isso requer disciplina e atitude, como estabelecer um horário com prazos e metas. Desta forma você se mostrará um profissional altamente organizado e não se acomodará.

  1. Planeje suas despesas

Você não sabe por quanto tempo ficará nessa condição, então o melhor é se preparar. Cortar gastos desnecessários para conseguir esticar seus recursos. O seguro-desemprego tem limite, e não deve se acomodar. Encare a possibilidade de encontrar bicos durante o período que estiver buscando um novo emprego, é válido para driblar a crise.

  1. Aparência e saúde

Não descuide de sua aparência, permaneça saudável fisicamente e mentalmente. Não se entregue à preguiça. Pratique exercícios e cuide de suas relações pessoais. Estresse e excessos podem atrapalhar seu desempenho no processo, ou mesmo minar chances de entrevistas bem como preparo imediato, caso você seja o candidato ideal para uma determinada vaga. Demonstre energia, otimismo e foco em resultados.

  1. Atualize seu currículo e sua área

Reveja, resuma, insira objetividade, brevidade e clareza. Envie a todas as pessoas que possam ter interesse no seu perfil profissional. Não se esqueça das empresas de Recrutamento e Seleção que podem intermediar boas oportunidades. Cadastre seu currículo nos principais sites de emprego e empresas na internet. Envie currículos personalizados para cada vaga.

Busque atualização também sobre sua área, seja em livros recentes, revistas e periódicos, palestras, cursos.

Para preparar um currículo, você pode usar programas de texto. Você precisa definitivamente de um perfil na rede de contatos profissionais LinkedIn. Conecte-se com empregadores e colegas de trabalho, família e amigos, e colecione referências e indicações. Mantenha este perfil sempre atualizado.

Hoje em dia, a maioria das empresas possuem um site onde você pode fazer a aplicação para um trabalho online. Verifique ainda se a mesma pede que você envie um e-mail com seu currículo ou mesmo o link de seu perfil no LinkedIn.

  1. Rede de contatos

Cultive seus contatos montando uma rede de colaboração. Mostre-se, permaneça em exposição. Peça informações a respeito de algumas empresas e sua política de contratação, já que algumas faz mais efeito ir e entregar seu currículo pessoalmente. Distribua adequadamente as informações sobre sua pessoa. Pergunte sobre os contatos nos departamentos de recursos humanos.

  1. Entrevistas

Prepare-se! Ai vão mais algumas dicas:

Estude seu currículo, pois o conteúdo colocado ali lhe será útil. Prepare-se para questões difíceis como ter que responder sobre seus pontos fortes e fracos, por que saiu do emprego anterior, ou por que acha que é o melhor candidato para a vaga em questão.

Pesquise sobre a empresa antes da entrevista: sua cultura organizacional, o modo como ela se comunica com o mercado, o que ela oferece, detalhes da vaga.

Colha informações importantes para o processo de seleção. Seja honesto acima de tudo. A melhor forma de passar em testes psicológicos de recrutamento é sendo o mais honesto e claro que puder, senão entrará em contradição, e, se contratado, suas aptidões e experiência serão provadas.

  1. Seja flexível

O ditado vale nessa situação, mais vale um pássaro na mão que dois voando. Há necessidade de ser flexível na hora da negociação. Caso a empresa ofereça remuneração abaixo da pretendida, avalie em quanto tempo ela pode oferecer crescimento através de promoções. Isso também vale na hora de aceitar trabalhos temporários ou meio período, ou ainda com não todos os benefícios tão sonhados. Ter algo onde possamos adquirir mais conhecimento e experiência, mesmo não sendo a área desejada por enquanto, ainda é melhor do que ficar desempregado.

Leia também: Quais os benefícios de uma pós-graduação no meu currículo?

Compartilhe esta notícia:

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você

Assine nossa newsletter

Junte-se às mais de 80 mil pessoas que receberam nossas novidade sobre pós-graduação a distância por email.