Opa, pensando em se especializar?
Conheça os nossos mais de 900 cursos de Pós-Graduação EAD.

Conheça os cursos
Fale com um consultor

Práticas para estudar melhor sozinho

1 de setembro de 2017

Compartilhe esta notícia:

Estudar sozinho exige atenção redobrada e diversos estudantes enfrentam muita dificuldade nesta atividade. Quando o assunto é se concentrar e estudar sem o incentivo direto de outra pessoa, eles procrastinam ou não rendem o quanto poderiam. No entanto, com algumas dicas você pode melhorar o seu desempenho. Confira!

1. Domine a sua mente

Nosso pensamento tem o poder de influenciar diretamente os nossos resultados. Por isso, iniciar os estudos com a mentalidade de que não vai dar certo de fato não ajudará. O correto é pensar que seus estudos podem garantir bons frutos, como conhecimento para toda a vida e um futuro melhor. E, também, acreditar que você é capaz de ser disciplinado o suficiente para conquistar os seus objetivos. Não inicie suas atividades cogitando o seu fracasso. Trace metas diárias e conquiste-as.

2. Organize-se

Ser organizado com o próprio tempo é fundamental. Estipule uma agenda para os estudos e siga a risca. Mas, leve em consideração que intervalos contribuem, diferente do que a maioria das pessoas pensam. O descanso é necessário para armazenar as informações em seu cérebro. Para cada 50 minutos de estudo ininterruptos, descanse de 5 a 10 minutos. Nesse período de intervalo procure fazer alguma atividade que te relaxe.

3. Prepare o ambiente

O ambiente também pode determinar se você conquistará o sucesso ou não. O ideal é algum local silencioso e sem grandes distrações. Mas, não escolha a cama ou um sofá que possa te induzir ao sono. De preferência, fique sentado numa cadeira com o material disposto numa mesa. Deixe, também, sempre à mão, algum alimento para comer enquanto estuda. Se manter hidratado é importante.

4. Anote tudo o que puder

Faça anotações da matéria enquanto estuda, pois isso ajudará seu cérebro a memorizar com maior facilidade. Todas as matérias têm um tema central, até que chegam ao cume. Avance gradativamente, faça os exercícios no seu tempo. Só de mais um passo a medida que for entendendo, de fato, todo o conteúdo. Lembre-se: a pressa é inimiga da perfeição!

5. Construa referências

E, para finalizar essas dez dicas, faça associações. Crie paródias, siglas, desenhos ou qualquer elemento que te permitirá lembrar por associação. Isso funciona bastante com nomes difíceis ou datas, por exemplo.

E, além disso, se mantenha desconectado das redes sociais. Basta lembrar que elas estarão exatamente no mesmo lugar que você as deixou. Portanto, aquele amigo pode esperar algumas horas até que você dê um like na postagem dele.

 

Texto com informações do news.portalbraganca.com.br.

LEIA TAMBÉM:

6 tendências de educação que todo estudante deveria conhecer

Compartilhe esta notícia:

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você

Assine nossa newsletter

Junte-se às mais de 80 mil pessoas que receberam nossas novidade sobre pós-graduação a distância por email.