Opa, pensando em se especializar?
Conheça os nossos mais de 900 cursos de Pós-Graduação EAD.

Conheça os cursos
Fale com um consultor

Veja três sentimentos que travam seu desenvolvimento e aprenda a superá-los

3 de março de 2016

Compartilhe esta notícia:

midia-indoor-economia-emprego-trabalho-trabalhador-funcionario-estresse-negocio-executivo-chefe-depressao-ocupacao-demissao-desemprego-escritorio-workaholic-tristeza-salario-1270654693622_956x500Assumir a responsabilidade pela própria trajetória é a mais acertada providência que alguém pode tomar para ser bem sucedido profissionalmente. Muitas vezes caímos na tentação de culpar aos outros ou às circunstâncias pelos nossos insucessos. A  AVM Faculdade Integrada listou três sentimentos que costumam ser barreiras para o desenvolvimento pessoal e como superá-las.

Confira:

1.Não ter objetivos claros

É comum nos vermos inseridos numa rotina que não parede fazer sentido. Temos a impressão que a vida profissional se resume a viver mês a mês, de salário em salário. E essa é a maior razão para nos sentirmos desmotivados. É impossível estar motivado quando não temos objetivos claros a perseguir. E a falta de motivação tem efeitos devastadores tanto psicológicos como físicos. Afeta diretamente a nossa qualidade de vida e, consequentemente, a produtividade.

Solução:

Procure ter clareza de seus sonhos. Onde você quer estar daqui a cinco ou dez anos? Como suas ações estão ajudando você a chegar lá? Não se deixe engolir pela rotina. Encare seu dia como uma oportunidade de dar andamento aos seus objetivos. Se o seu trabalho está fora de suas ambições, dedique ao menos uma hora por dia para perseguir sua meta. E dê o seu melhor no seu trabalho também. Você estará se programando para dar tudo de si em qualquer circunstância. Afinal, a busca pelo seu sonho não é feita apenas de atividades prazerosas e estar pronto para encarar as tarefas desgastantes também é essencial. Além disso, a sensação de ter cumprido suas obrigações da melhor forma também serve de motivação e aumenta a autoconfiança. Ah, e pode trazer recompensas. Pense nisso.

2. Não saber aonde quer chegar

Na correria do cotidiano, é difícil dedicarmos algum tempo ao autoconhecimento. Somos engolidos pelas responsabilidades e afazeres e temos tendência a operar no automático. Chegamos ao fim do dia exaustos e só pensamos em descansar para enfrentar mais um dia estafante na manhã seguinte. E muitas vezes, sequer sabemos o que tipo de vida nos faria sentir plenos.

Solução:

Para traçar um objetivo, conhecer a si mesmo é a primeira providência. Tente estar atento aos sentimentos que cada atividade desperta em você. Pratique o autoquestionamento. A cada tarefa, pergunte a si mesmo qual o sentimento em relação a ela. E procure saber o motivo desse sentimento. Nesse processo é fundamental que você seja sincero consigo mesmo. Assim você terá boas pistas do que faz seus olhos brilharem e o que você não quer para si. É muito importante dedicar algum tempo a reflexão a cada dia também. Nesse momento, deixe sua mente livre para sonhar e tente identificar o que faria de você mais feliz.

3. Não sentir-se capaz

Muitas vezes, quando já sabemos onde queremos chegar, não nos sentimos capazes. Esse sentimento é frequentemente alimentado por outras pessoas que afirmam que nossos sonhos são demasiado ambiciosos para nossa capacidade. Some-se a isso a demora dos resultados de nossas ações e temos uma receita infalível para destruir nossa autoestima e, por consequência, nossa determinação.

Solução:

Acredite em sua capacidade. Sua luta não terá sentido se você não acreditar realmente que alcançará seu objetivo. Muitas vezes o maior obstáculo a ser transposto está em sua mente. Tome como exemplo os atletas de ponta. Eles não nasceram prontos e levaram muito tempo para chegar a esse patamar tão elevado. Tenha consciência que muitos dos grandes realizadores começaram do zero e conseguiram superar grandes barreiras. Então o que faz você diferente deles? Simples: a força de vontade!

Veja também: Aprenda a atingir seus objetivos profissionais

Compartilhe esta notícia:

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você

Assine nossa newsletter

Junte-se às mais de 80 mil pessoas que receberam nossas novidade sobre pós-graduação a distância por email.