Opa, pensando em se especializar?
Conheça os nossos mais de 900 cursos de Pós-Graduação EAD.

Conheça os cursos
Fale com um consultor

Você deve usar redes sociais no horário de trabalho?

29 de maio de 2015

Compartilhe esta notícia:

Social media communication conceptO uso das redes sociais já dominou todas as classes profissionais. Na era da tecnologia, são tantas as distrações para prejudicar o rendimento dos funcionários, e as redes sociais contabilizam 80% delas. Hoje, o acesso às redes sociais dentro do ambiente de trabalho é uma realidade. Prova disso é o resultado de uma pesquisa da PageTalent, consultoria dedicada a seleção de estagiários e  trainees, que apontou que 45,2% dos jovens utilizam mídias como Twitter e Facebook no expediente. Um total de 42% dos profissionais passa pelo menos uma hora do dia de trabalho navegando em sites não relacionados ao trabalho.

Mas será que esta prática é mesmo prejudicial? Muitas empresas adotam a postura de proibir o acesso dos funcionários às redes sociais durante o horário de trabalho, outras simplesmente liberam o uso. É comum as pessoas pensarem que acessar as redes no escritório distrai o profissional de suas responsabilidades na empresa. No entanto, pode trazer resultados positivos se usado de forma moderada. O grande problema não está em liberar o uso ou não, mas em desenvolver nos funcionários o senso de limite. Não adianta ter uma disciplina rígida se os resultados entregues deixam a desejar, se o colaborador tem plena consciência do que precisa ser feito e entrega resultados ao fim do dia, não há problemas em checar o Facebook ou abrir seu e-mail pessoal.

A mídia social é uma faca de dois gumes, para alguns profissionais pode ser uma excelente fonte de inspiração e de criatividade, já para outros, um elemento perigoso de dispersão.  A relação entre redes sociais e produtividade depende exclusivamente de como você as utiliza. Fazer uma autoanálise do seu comportamento no ambiente de trabalho é fundamental.

A AVM reuniu algumas dicas para que os profissionais possam utilizar as redes sociais sem perder a produtividade. Confira!

  • Mantenha o bom senso

Quem trabalha com internet liberada deve saber enxergar quando a rede ajuda e quando prejudica. Em alguns momentos do dia, fazer uma pausa par acessar o Facebook, por exemplo, será positivo e pode ajudar a espairecer as ideias e pensar em outras coisas.

 

  • Delimite horários

Para os profissionais que têm mais dificuldade em manter o controle com as redes no dia-a-dia, o ideal é delimitar horários para acessá-las, um período no almoço ou depois de realizar uma tarefa estressante são boas opções, mas tenha sempre em mente que não se deve passar o expediente todo logado em uma rede social.

 

  • Tenha foco

Contenha a ansiedade de checar as notificações o tempo todo, foque no que é importante e não se sinta obrigado a responder tudo o que lhe é enviado. Seja seletivo.

 

Quando o uso das redes sociais em período integral no trabalho se torna um hábito, é hora de parar e observar o porquê desse comportamento. Isto pode significar um descontentamento profissional, já que a identificação e envolvimento com as atividades do dia a dia não estão de acordo. Repense sua trajetória profissional e não tenha medo de mudar. Você nunca saberá o quanto pode crescer se não sair da sua zona de conforto.

Se você está procurando um novo direcionamento para a sua carreira, não perca a chance de se especializar e conquistar seus objetivos profissionais por meio da especialização.

A AVM Faculdade Integrada é uma instituição de ensino superior com nota 5 no ENADE (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes) e nota 4 no IGC (índice Geral de Cursos) e através do portal wPós, oferta cursos de Pós-Graduação a Distância em mais de 46 áreas do conhecimento. O wPós é o maior e mais bem sucedido programa de Pós-Graduação a Distância do Brasil. Confira aqui a lista de cursos e faça sua pré-matrícula no site.

Compartilhe esta notícia:

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você

Assine nossa newsletter

Junte-se às mais de 80 mil pessoas que receberam nossas novidade sobre pós-graduação a distância por email.