Opa, pensando em se especializar?
Conheça os nossos mais de 900 cursos de Pós-Graduação EAD.

Conheça os cursos
Fale com um consultor

Você gostaria de ser um chefe ou um líder?

24 de abril de 2017

Compartilhe esta notícia:

Muitos almejam alcançar cargos de liderança, mesmo sem entender perfeitamente as responsabilidades que tal título traz. E, na maioria das vezes, o desejo é de estabelecer uma chefia, em que se predomina o seu modo de trabalho e a sua linha de raciocínio, conduzindo a equipe a seu modo e construindo autonomia em sua forma de trabalho. Mas o que seria, diferente disso, exercer uma posição de líder?

O senso comum diz que não é difícil ser chefe, basta dar ordens e cobrar resultados, enquanto a liderança é uma tarefa mais complexa, que envolve o engajamento e a motivação da equipe subordinada. O ponto é que não se pode dizer que há função fácil. Um bom líder precisará agir como chefe também vez ou outra. O principal, então, é manter o equilíbrio.

Os chefes são temidos e não respeitados, seus funcionários geralmente são pessoas que não se sentem abertas a relatar problemas e muito menos pedir conselhos quando têm dúvidas. Costumam ser autoritários, comandar pessoas e distribuir ordens, sempre visando lucros e resultados. Geralmente o chefe não pensa no bem-estar coletivo, ele enxerga os funcionários abaixo da cadeia da instituição. É excelente em apontar e responsabilizar os outros quando algo não dá certo, mas quando o objetivo é alcançado age como se ele tivesse executado.

O líder, por sua vez, é conhecido como motivador de sua equipe. Ele conduz as pessoas e as inspira. Trabalha junto com o grupo e procura valorizar as habilidades dos indivíduos, respeitando suas limitações e ajudando a superá-las. O líder não costuma dizer que tem subordinados, e sim uma equipe, ou um time. Ele não visa apenas os resultados, mas se preocupa com o caminho até ser alcançado o objetivo. Os líderes têm tendência a serem muito respeitados por seus funcionários, e o respeito têm muito mais eficiência do que o temor.

Como conciliar liderança com chefia?

É preciso sentir o que a sua equipe precisa. Quem se dispõe a liderar uma equipe precisa ficar atento às necessidades dos seus comandados.

Toda equipe precisa de motivação, isso é óbvio, mas em alguns momentos a cobrança se faz necessária.

O mesmo acontece com a delegação de tarefas: as urgências, muitas vezes, não podem ser debatidas. Cabe ao gestor decidir quem será o melhor profissional para executá-las.

A firmeza e a liderança participativa podem andar de mãos dadas, desde que haja equilíbrio e que o gestor seja verdadeiramente aberto em todo o processo para os feedbacks de sua equipe.

Construa relacionamento com os seus colaboradores, conheça-os e crie um canal aberto para toda a troca de opiniões e conhecimentos. Encare os profissionais como pessoas singulares, invista em seus pontos fortes e os auxilie em seus pontos fracos. Não há uma regra, mas com sensibilidade você saberá como conduzir.

 

Conheça o curso MBA em Liderança Sustentável e Coaching Executivo do WPós. 

LEIA TAMBÉM: 

Entrevista de emprego: 9 erros que você não pode cometer

Compartilhe esta notícia:

Precisa de mais informações?

Preencha seus dados que um consultor irá entrar em contato com você

Assine nossa newsletter

Junte-se às mais de 80 mil pessoas que receberam nossas novidade sobre pós-graduação a distância por email.